Inesperavam-se!

O que move a viagem é uma insustentável saudade daquilo que não conheço.

Balcão de bar.

As dores do cotidiano nos levam a rotinas que nos escravizam. E a vida segue.

Desejos pro ano novo.

Ao mudar o ano no calendário, estabelecemos uma série de planos. Ou alguém o faz por nós.